Município de Almodôvar

Notícias

ALMARTE - A festa faz-se na RUA

ALMARTE - A festa faz-se na RUA

É já na próxima sexta-feira que a cultura lusófona sai às ruas de Almodôvar. São perto de quatro centenas os artistas que este ano contribuem para engrandecer ainda mais aquele que é já o maior encontro de artes e de culturas do Sul do País, o ALMARTE – FESTIVAL INTERNACIONAL DE ARTES NA RUA.

Música, danças, teatro, artes circenses, graffiti, stand-um comedy, estátuas vivas, animações de rua, workshops, yoga do riso, cante alentejano, ilustração e banda desenhada, street food, fotografia pinhole, instalação… São variadíssimas as disciplinas artísticas que se cruzam em Almodôvar entre 20 e 22 de maio, nesta verdadeira e inédita maratona cultural, promovida pelo Município de Almodôvar.

Em termos musicais, para lá dos diferentes concertos espontâneos que acontecerão em cada recanto do Festival, ao palco central do ALMARTE, que fica situado na praça da República, subirão o músico e compositor cabo-verdiano Tito Paris (20 de maio, 22 horas), João Gil, que revisitará a sua carreia musical e cujos temas escolhidos serão ilustrados ao vivo por Ana Mesquita (21 de maio, 23 horas), Pedro Mestre e os Cantadores de Vila Nova de São Bento (22 de maio, 19h30) e António Zambujo (22 de maio, 22h30).

A dupla Manuel Marques e Eduardo Madeira promete incendiar de riso a praça da República de Almodôvar, na noite em que o ALMARTE se consagra à stand-up comedy (21 de maio, 21h30). Uma sessão que não poderia deixar de contar com o humorista alentejano Jorge Serafim e com a mais recente revelação do humor em Portugal, Môçe dum Cabréste.

O teatro é igualmente uma das disciplinas artísticas com grande expressão no cartaz do ALMARTE – FESTIVAL INTERNACIONAL DE ARTES NA RUA. Serão dezenas os apontamentos espontâneos e as animações que acontecerão ao longo dos três dias de Festival. Algumas delas promovidas pela companhia Teatro do Mar que, na sexta-feira, pelas 23 horas, leva a palco a peça “Balada do Velho Marinheiro”. De salientar que este ano será integrado no festival um novo e improvável paco, o interior da Igreja da Misericórdia de Almodôvar, onde todos os dias, ao final da tarde, decorrerá a peça/instalação “Nada com só nada à volta”.

O ALMARTE – FESTIVAL INTERNACIONAL DE ARTES NA RUA é financiado por fundos comunitários, ao abrigo do programa Alentejo 2020.